Anahp | Área Restrita

14º Encontro de Líderes Anahp
Evento, que contou com palestras de Gustavo Loyola e Marco Antonio Villa, inaugura calendário em comemoração aos 15 anos da Associação. 
 MG 0007-minO primeiro evento da Anahp em 2016, que marca o início das comemorações de 15 anos da Associação, não poderia ter sido realizado em um local mais oportuno: Brasília, cidade em que a entidade foi fundada em 2001, por 23 hospitais de excelência do país que participavam do Brasil Top Hospital – 1.º Fórum Nacional de Hospitais Privados, o qual originou a Carta de Brasília.

Se antes a Anahp representava duas dezenas de instituições hospitalares, quase uma década e meia depois ficou claro como a entidade cresceu. Cerca de 150 convidados, entre eles os principais dirigentes dos atuais 80 membros da Anahp, se reuniram nos dias 11 e 12 de março, no Hotel Royal Tulip, em Brasília, para o 14º Encontro de Líderes Anahp.

Durante os dois dias de evento, os líderes dos hospitais discutiram e traçaram o planejamento estratégico da Associação, refletiram sobre a atuação da entidade, trocaram experiências e assistiram a palestras de especialistas, que abordaram as perspectivas e desafios do cenário político e econômico brasileiro na atual conjuntura da crise que se instalou em todo o país.

Para o Presidente do Conselho de Administração da Anahp, Francisco Balestrin, o Encontro de Líderes é um dos eventos mais importantes da Associação, já que as discussões promovidas pautam as atividades associativas ao longo do ano. Emocionado, ele abriu oficialmente o evento recordando o momento em que a Anahp foi criada.

“Muitos que aqui estão hoje estiveram conosco em 2001, quando fundamos a Anahp. Naquele dia, 15 anos atrás, sonhávamos com um momento como esse, uma Associação forte e verdadeiramente representativa, que surgia em um momento em que as operadoras de planos de saúde se fortaleciam, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) começava a regular o setor, mas os hospitais privados de excelência não tinham quem falasse por eles. Este é um momento exemplar, uma oportunidade de recordar o que construímos e apontar para o futuro da saúde brasileira”, disse Balestrin.

Em seguida, o Presidente do Conselho de Administração da Anahp exibiu apresentação em que relembrou as realizações da Associação ao longo de sua história, destacando as gestões de todos os que já exerceram a função de presidentes da Anahp.

Entre 2001 e 2005, destacou a estruturação da entidade e o desenvolvimento do projeto SINHA – Sistema Integrado de Indicadores Hospitalares Anahp; de 2005 a 2008, o novo modelo de gestão com rotatividade das lideranças e o lançamento do livro Melhores Práticas em Organização do Corpo Clínico; em 2008 a 2011, a implementação do modelo de governança corporativa, a certificação ISO 9001, a realização do 1º Conahp – Congresso Nacional de Hospitais Privados e o

lançamento do anuário Observatório Anahp; em 2012 a 2015, a abertura de escritório da Anahp em Brasília para representação política, lançamento do Código de Compliance e do Manual Diretrizes de TI para hospitais privados e o lançamento do Livro Branco Brasil Saúde 2015, entre outros. Por fim, apresentou a identidade comemorativa desenvolvida em 2016 especialmente para celebrar os 15 anos da Anahp, além dos eventos previstos para esse ano com a temática “Ética: a Sustentabilidade da Saúde no Brasil”.

Homenagens

 MG 0018-minUma surpresa foi programada para o jantar de confraternização no mesmo dia. Presidentes de todas as gestões, desde a fundação da Anahp em 2001, foram convidados a subir ao palco para uma homenagem.

Tiveram seus nomes e realizações lembrados para em seguida ganharem troféus nominais em comemoração aos 15 anos da Anahp, um agradecimento e um reconhecimento de que a Associação só construiu sua história graças aos feitos de todos os que já lideraram a Entidade.

Estavam presentes Reynaldo Brandt, presidente entre 2001 e 2005, José Antonio de Lima, da gestão de 2005 a 2008, Henrique Salvador, presidente de 2008 a 2011, e o atual presidente do Conselho de Administração da Anahp, Francisco Balestrin, que comanda a Associação desde 2012 e cumpre agora seu segundo mandato.

Primeiro presidente da história da Anahp, Reynaldo Brandt agradeceu pela homenagem em nome de todos. “Pensar em uma Associação assim 15 anos atrás parecia até uma certa ingenuidade. No entanto, hoje temos a confirmação de que nosso sonho era capaz de se tornar realidade. A saúde brasileira precisa de mudanças e não podemos achar que é ingenuidade acreditarmos em sua transformação. Vamos todos trabalhar por isso”, disse.

Carta de Brasília

Se há um símbolo que representa a história da Anahp, este é a Carta de Brasília. Demonstrando o espírito associativo que nortearia a trajetória da Associação, o documento foi criado em conjunto por 23 hospitais de excelência, indicando valores e a missão da Entidade, que nascia em 2001 para contribuir com o aprimoramento da Saúde no país.

15 anos depois, os 80 membros da Anahp foram convidados a, novamente em Brasília, assinar uma carta similar àquela primeira e, juntos, reafirmarem os compromissos estabelecidos na origem da Associação. Uma nova Carta de Brasília, com número muito maior de assinaturas e agora em comemoração aos 15 anos da Entidade, entra para a história.

Novos membros

Como é tradição no Encontro de Líderes, esse ano as instituições recém-associadas à Anahp também foram convocadas a receberem suas placas de membros da entidade.

Inscritos na Associação a partir de 2015, o Hospital Cardiológico Costantini (PR), o Hospital Evangélico de Londrina (PR), Hospital Novo Atibaia (SP), Hospital Policlínica Cascavel (PR), Hospital Santa Catarina de Blumenau (SC), Hospital São Vicente de Paulo (RJ), Hospital Vera Cruz (SP) e o Complexo Hospitalar de Niterói (RJ), e as home cares Pronep Lar (SP), Home Doctor (SP) e S.O.S Vida (BA), receberam as boas-vindas dos demais membros da Anahp.

Na mesma ocasião, por terem completado 10 anos consecutivos junto à Anahp em 2016, os hospitais Meridional (ES) e Monte Sinai (MG), representados respectivamente por Antônio Alves Benjamin Neto e José Mariano Soares de Moraes, receberam certificado de reconhecimento “Honra ao Mérito Reynaldo Brandt”.

Panorama político e econômico

Esse ano, as conferências foram feitas por Gustavo Loyola, Doutor em Economia pela Fundação Getúlio Vargas e Ex-presidente do Banco Central do Brasil, que apresentou projeções sobre a economia do Brasil em 2016; e pelo Professor Marco Antonio Villa, Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo e Comentarista de Política da Rádio Jovem Pan e TV Cultura, que falou sobre os principais destaques políticos da atualidade.

Impacto da crise nos hospitais

Em uma sessão especial liderada por Carlos Figueiredo, Diretor Executivo da Anahp, e que contou com a participação de Henrique Neves, Membro do Conselho da Anahp, os participantes tiveram a oportunidade de acompanhar um debate sobre os Hospitais Privados e a Saúde Suplementar em meio à atual conjuntura política e econômica.

Exibindo diversos indicadores obtidos pelo Núcleo de Estudos e Análises (NEA) da Anahp, Carlos demonstrou que a receita líquida dos 23 maiores hospitais particulares do Brasil, afetada principalmente pela alta do desemprego, caiu pela primeira vez em dez anos em 2015.

Dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) mostram que a recessão atingiu também as operadoras de planos de saúde no ano passado, interrompendo a expansão da assistência médico-hospitalar. Após crescimento médio de 2,5% desde 2010, entre 2014 e 2015 a queda no número de beneficiários foi de 1,5%.

Novos produtos e serviços Anahp

Na ocasião, ainda houve o lançamento de diversos serviços da Associação para 2016. Carlos apresentou o Grupo Avançado de Compras Conjuntas (GPO), o

Diagnosis Related Group (DRG), a Rede de Soluções Anahp (RSA), e o Programa de Ensino e Aperfeiçoamento (PEA) da Anahp.

Fonte: Anahp